Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

É com a imagem de mais um nascer do sol no Sertão de Pernambuco que começamos nossa homenagem a mais uma guerreira, sertaneja e que carrega no seu DNA a bravura de tantas outras mulheres que tem feito a diferença em Serra Talhada.

MARIA MADALENA AURELIANO DE ACIOLY

Assim como muitos serra-talhadenses, Madalena Aureliano precisou passar um tempo fora de casa, para estudar e se preparar profissionalmente, até que as raízes a trouxeram de volta para Serra Talhada. Casada, três filhos e o dom de cuidar das pessoas de sua terra nas mãos.

Escolhida pela fisioterapia, Madá (como é carinhosamente chamada pelos amigos) se formou muito jovem. Numa época em que a fisioterapia ainda não tinha todo esse espaço que vemos hoje. Mas em cada atendimento, foi ganhando a confiança e a credibilidade das pessoas, conquistando seu espaço numa sociedade machista, onde mulher/fisioterapeuta não tinha vez nem voz.

“Muita coisa de fato mudou na fisioterapia e nós tivemos sim que brigar por um espaço que não era nosso. Tivemos sim que lidar com o preconceito por ser mulher, tive que lidar com outras áreas da saúde e mostrar pra quê vim. E isso foi mudando nossa posição. Mas eu me valorizei muito. Sempre tive uma auto-estima lá em cima e uma valorização a mim como pessoa, profissional e mulher. Eu até peço licença pra entrar, mas não deixo de entrar em lugar algum.”

Mãe muito jovem, Madalena precisou dividir seu tempo e dedicar-se aos cuidados com os filhos, sem deixar de estudar e se aperfeiçoar na profissão. Com três filhos de um casamento sólido e tranqüilo, adotou a corrida como estilo de vida na busca por uma vida mais saudável com um único objetivo: envelhecer bem.

“Eu cuido de mim. Voltei a malhar e tenho cuidado da minha alimentação para ficar bem com a saúde, não só uma questão de vaidade. Tenho quase 50 anos, mas estou tranquila com meus cabelos brancos, com minhas ruguinhas, com meu corpo e com as opções que fiz.”

Muito sonhadora, a fisioterapeuta afirma que sonha com uma sociedade mais justa. Sonha em fazer o bem para colher o bem. “Sonho em educar meus filhos dentro desse caminho reto, desse caminho tranqüilo. Sou sonhadora, mas com os pés no chão. Já me decepcionei bastante com a política e acredito que contribuo bastante com a sociedade enquanto pessoa, profissional, mulher e mãe. Mas não deixo de sonhar.”

Apaixonada por todas as coisas do sertão, além de ser amante de uma boa música e de bons vinhos, Madalena vê nos encontros com amigos um momento de renovação. Perguntamos então à Madalena Aureliano, como ela encontra tempo para fazer tudo isso. A resposta é simples.

“O dia tem 24 horas pra todo mundo e eu construo meu dia. Eu defino quantas horas vou trabalhar, quantas horas vou dormir, quantas horas vou tirar para cuidar de mim. E é isso que eu faço. Uma boa administração desse tempo. E aí faço opções. Eu durmo menos para correr. Saio menos para fazer uma atividade de musculação, para fazer uma massagem, pra ir a um salão de beleza, pra cuidar da unha, do corpo e do cabelo. Essas coisas que mulher gosta de fazer e eu adoro! A gente encontra tempo quando a gente se prioriza.”

E é com essa belíssima história de vida que o blog Rochany Rocha faz essa homenagem à Dra. Madalena Aureliano. Uma homenagem dupla, pelo mês das mulheres e por seu aniversário. Que Deus te guie e te proteja sempre! Feliz aniversário!

 

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe um comentário: