Falta de Vendas ou Mau Atendimento?

No trabalho como Consultora Comportamental, algo que exploro muito são as ferramentas Cliente Oculto e Pesquisa de Opinião/Mercado, aplicadas através de questionários específicos junto com  parceiros profissionais  e eu pessoalmente também costumo vivenciar essas experiências, as descobertas são valorosas para quem precisa vender algo, seja produto ou serviço.

Vendas, sendo algo aberto e abrangente a todas as áreas, como  hoje é possível  percebermos como muitas Empresas da área de saúde  estão despertando para a necessidade de compreender a linguagem e a relação comercial mais profundamente, por exemplo,  se alguém vai a um laboratório fazer um exame de sangue, ele tem o poder de decidir qual é o de sua preferência, isso significa que estão envolvidos desde o atendimento até os  resultados, e claro sendo com  ou sem plano de saúde, o serviço tem um valor a ser pago, isso é uma venda.

No âmbito geral, será que de fato temos uma  crise que abalou os resultados com quedas de vendas ou  se vive um movimento ondulatório focado nisso?

Vi muitos profissionais  se energizando no discurso de que o mercado está ruim e eu na frente de alguns querendo efetuar uma compra, também pude presenciar outros que sequer sabiam se um produto X tinha em loja, aliás,  vivi uma  experiência  sem palavras, pois em uma das Empresas visitadas(conceituada inclusive), abordei o vendedor sobre o que eu buscava e recebi dois “NÃOS”, ele era funcionário antigo(fiz questão de saber o tempo que  trabalhava ali), perguntei se ele procurava  de fato  olhar as prateleiras e era conhecedor do mix oferecido, embora ele afirmasse que sim, complementou: “os produtos que a senhora quer não temos, depois da crise, os proprietários reduziram as compras e temos mais falta do que abastecimento”,  então resolvi  navegar pelas prateleiras e para a minha surpresa lá encontrei tudo o que eu precisava, mas tem um detalhe que eu não mencionei: Eu estava de chinelo, bermuda, camisa despojada. Comecei a pensar: Será que fat0 era crise ou um atendimento antecipando um julgamento pela forma como eu estava vestida? Esse tipo de experiência  tenho observado o quanto tem sido comum ultimamente.

Gosto de pensar que vendemos muito além de um produto ou serviço, vendemos também aquilo que está no intangível de nosso ser, isso envolve o psiquismo, o intelectual, o emocional, o “INVISÍVEL”.

Algumas pessoas trazem em si o talento de vendas, mas quando além do talento procuram  investir no desenvolvimento de suas habilidades, das ferramentas de comunicação, trabalhando os valores que dão estrutura além de si mesmos  e a relação de ganho mútuo,  passam a ser profissionais destacados no mercado, reconhecidos pelos clientes, pela diferença que fazem não apenas em resultados.

Independente da estrutura ou desestrutura que as Empresas apresentam, um bom caminho  para aqueles que desejam  um padrão de excelência em vendas é o desenvolvimento  profissional buscando o crescimento da performance,  é cada um procurar identificar as suas habilidades e inabilidades, as descobertas que podem ser feitas, se o que são hoje  sustenta as suas realidades profissionais em todos os níveis e decidir começar a fazer algo por si mesmos.

Marleide Falcão, É Especialista em Gestão de Vendas, atuando como Palestrante,  Executive  Coach,  Trainer em PNL e Eneagrama,

 

Compartilhe:
Rochany Rocha
Rochany Rocha
Jornalista, Assessora de Imprensa e apaixonada pelo Colunismo Social

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *