“Não quero transformar minha vida pessoal num comércio”, diz Pitty

Dona de sucessos que são ouvidos até hoje, como “Equalize” e “Me Adora”, Pitty está pronta para retomar a carreira musical após ter passado um ano se dedicando à maternidade. “Estou me organizando”, disse a cantora.

Pitty deu à luz Madalena, sua primeira filha com Daniel Weksler, baterista do NXzero, em agosto de 2016 e falou sobre seu lado mãe. “Sou a melhor que posso”. No bate-papo, a cantora disse ainda que há desafios específicos em criar uma menina, contou porque é discreta sobre a vida pessoal e falou sobre sua relação com a moda. A seguir, confira.

Sua filha completou um ano no ano passado. Como é a Pitty mãe?
Cara, tem que perguntar pra ela. Eu acho que eu sou ótima! (risos). A melhor mãe que eu posso ser. Todas nós somos, na verdade.

Considerando que ainda vivemos num mundo machista, acha que criar uma menina é um desafio?
Eu acho que criar pessoas é um desafio, e acho que os desafios envolvidos em criar uma menina são específicos por conta ainda das circunstâncias em que vivemos. Em 10 anos, quando ela for pré-adolescente, já vai ser outro contexto, então temos que viver cada época. Não adianta eu pensar agora como vai ser o mundo da minha filha. Eu acho que a gente tem que chegar lá.

Pensa em ter mais filhos?
Agora não. Agora estou de boa.

Pitty com a filha Madalena (Foto: Reprodução/Instagram)

Você é discreta em relacao à sua vida pessoal/família. Por que decidiu tomar essa postura?
Por proteção e porque o foco, pra mim é a arte, a música. Eu não quero transformar minha vida pessoal num comércio.

 Você é uma pessoa que segue a moda? O que nao pode faltar no seu guarda-roupa?
Eu não sinto que eu sigo a moda, mas eu sinto que eu me inspiro em várias vertentes artísticas que acontecem dentro da moda. Eu vejo a moda como fonte de inspiração, comportamental principalmente. Você tem que usar aquilo que realmente te compõe. E nossa opinião muda. O que eu acho bonito agora pode ser que não ache mais daqui a pouco e e tudo bem. Meu estilo sempre mudou, mas sempre teve uma coisa muito urbana, do lifestyle rock, da música. Os itens essenciais do meu guarda-roupa são jaqueta e botas.

Além de cantora, você é uma das apresentadoras do “Saia Justa” (GNT). Qual versao da Pitty mais gosta? Trabalhar como apresentadora é um desafio pra você?
Não existe versão que eu mais gosto. Eu gosto de todas em diferentes medidas, em diferentes momentos. Todas me servem. Eu estou gostando muito de ser apresentadora, porque é uma oportunidade que eu tenho de aprender. É um desafio novo, sem dúvida, e isso me instiga. Ter uma coisa nova pra pensar e pra conquistar nessa altura da carreira é gostoso.

Está com algum outro projeto no momento?
Sim, tenho vários projetos no momento. O que eu posso dizer é que eu estou a fim de retomar minha carreira musical este ano e estou me organizando.

Compartilhe:
Rochany Rocha
Rochany Rocha
Jornalista, Assessora de Imprensa e apaixonada pelo Colunismo Social

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *