Dia 13 de abril é dia internacional do beijo - Foto: reprodução
Destaques

Dia internacional do beijo: conheça a história por trás da data!

O beijo é um dos símbolos de amor, carinho e afeto mais conhecidos em toda a humanidade. Seja beijo entre namorados, casados, mães e filhos, pais e filhos, amigos, parentes, não importa se na boca ou na bochecha.

O intenso ato está sempre presente no nosso dia a dia, ainda mais no Brasil, já que temos o costume de nos comprimentar trocando beijos nas bochechas. Apesar da prática ter diminuído no último ano, por causa da pandemia, o beijo ainda é uma importante representação humana de intimidade, praticada desde os tempos mais antigos. E para celebrar a importância do gesto, foi estipulado o dia 13 de abril como dia internacional do beijo.

A data comemora todo tipo de beijo – Foto: reprodução

O que diz a lenda

Não se sabe ao certo como começou, mas segundo uma lenda italiana, havia um jovem chamado Enrique Porchelo que era conhecido por ter beijado todas as mulheres de sua vila.

Cansado de tantos rumores, o padre da pequena vila ofereceu um prêmio em moedas de ouro para a mulher que nunca havia sido beijada pelo jovem italiano. Ninguém apareceu para reclamar o prêmio e, de acordo com a lenda, o tesouro permanece escondido em algum lugar da Itália.

Supostamente, a origem desta história remonta ao dia 13 de abril de 1882.

A origem do beijo segundo a ciência

Alguns cientistas acreditam que a origem do beijo está no olfato.

Durante muito tempo, cheirar o rosto da pessoa amada era um sinal de afeto e prazer. O roçar da boca passou a ser consequência dos atos de cheirar o rosto do parceiro, surgindo assim os primeiros beijos.

Outra teoria diz que o beijo surgiu a partir de uma experiência de afeto e atenção dos nossos antepassados: a alimentação. Os filhos recebiam dos pais a comida mastigada diretamente na boca. Este ato teria ficado registrado como um símbolo de carinho e amor.

 

Curiosidades sobre o Beijo

  • São transmitidas cerca de 250 mil bactérias em cada beijo;
  • O recorde mundial de beijos é do americano Alfred A. E. Wol, que beijou 8.001 pessoas em apenas 8 horas;
  • O rei Henrique VI, em 1439, proibiu todos os tipos de beijos na Inglaterra com a intenção de evitar a proliferação de bactérias;
  • Durante um beijo apaixonado são ativados 29 músculos do corpo;
  • Em média, ao longo da vida, uma pessoa troca 24 mil beijos, entre familiares, amigos e amores.
  • De acordo com textos sânscritos, o primeiro beijo relacionado ao ato sexual que se tem notícia teria sido dado há dois mil anos na Índia.

 

Beijo entre mães e filhos é puro ato de amor – Foto: reprodução

 

Que tal comemorar a data com muitos beijos nas pessoas que você ama? Mas não podemos esquecer, em tempos de pandemia, em que devemos manter o distanciamento, não podemos abrir mão das orientações das autoridades de saúde. Portanto, beijos só em quem já convive com você!

 

Sobre o Autor

Caren Diniz

Caren Diniz

Caren Diniz é jornalista formada em 2010 pela Universidade Paulista. Nascida e criada na capital de São Paulo, se mudou para Serra Talhada em 2011, e desde então, atua em veículos de comunicação locais, como a rádio Cultura e a Tv Asa Branca, afiliada Rede Globo.
Caren costuma escrever sobre jornalismo diário, e destaca histórias de personagens locais.

Deixe um comentário

Clique aqui para deixar um comentário

Open chat