Paçoca, amendoim e pé-de-moleque
À Mesa

Delícias típicas do período junino

Semana do São João com as medidas restritivas contra Covid-19, proibindo as aglomerações, associadas às leis municipais, que proíbe acender fogueiras e soltar fogos de artifício, o que sobrou para o nordestino foi a comilança em família.

As comidas típicas desse período têm um produto em comum: o amendoim. A partir dele, é possível montar uma mesa farta e deliciosa. Mas um produto tem destaque nas festas juninas: a paçoca doce.

Para falar mais sobre essa iguaria da culinária nordestina, a equipe do Blog Rochany Rocha foi até a Supremo Alimentos, empresa genuinamente serra-talhadense, para mostrar o processo de produção desse e de outros alimentos essenciais na culinária junina.

Doce de Leite: 10 sobremesas com a iguaria

De acordo com Alene Barros, proprietária da empresa, responsável pelo setor administrativo, sem dúvida alguma a Paçokids é o carro-chefe de vendas na Supremo Alimentos.

Isso porque a paçoca é o produto mais consumido nas festas juninas, segundo dados da Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Cacau, Amendoim, Balas e Derivados (Abicab).

O processo de produção é bem simples. Após misturar goma, açúcar e amendoim, os ingredientes são moídos,  compactados e cortados do mesmo tamanho, para serem embalados.

No ranking das guloseimas juninas, o pé de moleque vem em segundo lugar, seguido dos amendoins, de todos os tipos.

A produção desses ítens também é simples, para o pé-de-moleque, é preparada a calda, misturada ao amendoim, depois passa por uma prensa, que vai compactar os ingredientes. Em seguida passa por uma esteira de corte, para então, ser embalada.

E os amendoins, depois de torrados e salgados, são selecionados e empacotados.

Durante o período junino, a fábrica chega a produzir 25% a mais para suprir a demanda.

Não é à toa que a Supremo Alimentos conquistou norte e nordeste, atendendo a 6 estados, e há mais de 10 anos vem deliciando nossas festas de São João.

Supremo Alimentos

A empresa nasceu de uma observação do estudante de engenharia Civil, Felipe Oliveira, que percebeu a venda rápida do produto, na barraquinha onde o mesmo lanchava, no prédio da engenharia, na Universidade.

A partir daí, Felipe vislumbrou a ideia de fazer negócio e voltar para Serra Talhada, sua terra natal. Após um calote, ele mesmo fabricou as máquinas que dariam início ao seu grande negócio.

Hoje a empresa atende os estados de Pernambuco, Paraíba, Ceará, Bahia, Piauí, Maranhão e Rio Grande do Norte.

Sobre o Autor

Rochany Rocha

Oi! Sou Comunicadora Social, com habilitação em jornalismo, o que me deu oportunidades incríveis de dirigir uma grande rádio, além de trabalhar como assessora de imprensa de grandes instituições públicas e privadas. Como Docente, tive a oportunidade de compartilhar meus conhecimentos com mais de 2 mil alunos. Já a especialização em Marketing e Jornalismo político me deu a oportunidade de conhecer pessoas incríveis e hoje, me realizo informando coisas boas para meus leitores.
Sou mãe de dois meninos lindos, que me dão motivação diária para fazer o que mais amo. Quer saber um pouco mais? Então manda um e-mail para blogrochanyrocha@gmai.com e terei o maior prazer em respondê-los. Beijos!!

Deixe um comentário

Clique aqui para deixar um comentário

Open chat