modelo com peças da joalheria nossa senhora da penha
A joalheria Nossa Senhora da Penha trabalha com joias e semi joias. Foto: reprodução.
Destaques

Tradição em jóias e semi jóias no I Encontro de Moda do Sertão

Brilho, cores, design e sofisticação.  As peças da Joalheria Nossa Senhora da Penha encantam homens e mulheres há gerações, e hoje se tornaram referência para os amantes de jóias e semijoias.

Com uma loja no centro da cidade e outra no Shopping Serra Talhada, hoje o negócio é administrado pelas irmãs Cibely Valões e Cinara Cintia, junto com a mãe Marlúcia Pereira.

Uma empresa familiar que, de acordo com Cibely, começou com o sonho do patriarca, Orlando Valões, que viu a oportunidade na venda de relógios e semijoias.  “Meu pai começou com a venda de relógios e depois investiu em semijoias. Como ele sempre foi muito carismático, simples e tinha um ótimo gosto, as clientes começaram a pedir que ele trouxesse ouro. A clientela foi aumentando, ele foi ganhando mais credibilidade, e hoje comemoramos 41 anos da Joalheria Nossa Senhora da Penha.”

mulheres que vendem joias e semi joias
As mulheres por trás da joalheria Nossa Senhora da Penha: as irmãs Cinthia e Cibely, com a mãe dona Marlucia. Foto: reprodução.

Cibely ainda conta que seu pai começou a atender em casa mesmo, com a ajuda de toda a família. Ela ainda lembra que começou a trabalhar aos sete anos de idade, colocando preços nas mercadorias e conferindo tudo. O negocio ia de vento em poupa, mas conforme a clientela ia aumentando, ia surgindo a necessidade de um ponto comercial.

“O desejo era tanto que meu pai, que era muito devoto de Nossa Senhora da Penha e Padre Cícero, fez uma promessa de que quando conseguisse um local para expor suas jóias, colocaria o nome de ‘Nossa Senhora da Penha’. E assim foi o que aconteceu. Com muita dificuldade ele comprou o ponto comercial na Rua Enoque Inacio, onde hoje é sediada a joalheria”, conta ela.

Leia mais
Moda infantil no I Encontro de Moda do Sertão

Depois da morte de Orlando, Cibely, Cinthia e dona Marlúcia assumiram os negócios.  “Nosso sonho era manter e ampliar a loja, com o que ele tinha nos ensinado e principalmente com humildade. Nesse meio tempo, abrimos uma loja de outro segmento, voltada para roupas e acessórios, a Essencial, e no ano de 2020, veio um grande sonho realizado: abrimos um novo empreendimento no Shopping Serra Talhada, com uma nova roupagem, mais ampla e inovadora”, conta Cibely.

modelo com aneis em outro
Peças da coleção da joalheria Nossa Senhora da Penha. Foto: reprodução.

As duas lojas trazem jóias certificadas nacionalmente. “Trabalhamos com jóias , semi jóias e relógios, em atacado e varejo. E com pecas exclusivas. Personalizamos jóias e semi jóias e enviamos para todo Brasil e exterior”. Cibely ainda fala sobre os planos futuros. “Temos mais vôos a alçar para próximo ano. Participamos da melhores feiras nacionais e internacionais para trazer em primeira mão as novidades do mercado”.

Segundo Cibely, o segredo do sucesso é manter a união familiar, com a ajuda dos colaboradores: desde as consultoras, gerente, até a equipe do RH. Além de oferecer sempre o melhor atendimento.

modelo usando joias e semi joias
Peças da coleção da joalheria Nossa Senhora da Penha. Foto: reprodução.

A joalheria Nossa Senhora da Penha é mais uma parceria do I Encontro de Moda do Sertão, realizado pelo Blog Rochany Rocha em parceria com o Sebrae. “O desfile virtual do blog em meio às dificuldades na saúde e economia é extraordinário. É inovador mostrar conhecimento e novidades sobre moda e entretenimento dessa forma. E é isso que estamos precisando, estar mais leves depois de tudo. Foi uma ótima idéia, e sei que requer muito esforço e dedicação, que é natural de Rochany, uma mulher guerreira e vitoriosa. E para a joalheria, o prazer de mostrar sua coleção e esclarecer que nos momentos difíceis temos que superar sermos persistentes e nunca desistir”, finaliza Cibely.

Para ficar por dentro do desfile virtual, acesse o nosso instagram, @blogrochanyrocha.

Sobre o Autor

Caren Diniz

Caren Diniz é jornalista formada em 2010 pela Universidade Paulista. Nascida e criada na capital de São Paulo, se mudou para Serra Talhada em 2011, e desde então, atua em veículos de comunicação locais, como a rádio Cultura e a Tv Asa Branca, afiliada Rede Globo.
Caren costuma escrever sobre jornalismo diário, e destaca histórias de personagens locais.

Deixe um comentário

Clique aqui para deixar um comentário

Open chat