Seguranças da Disney impedem mãe de amamentar bebê
Destaques

Seguranças da Disney impedem mãe de amamentar bebê

No último domingo (4), Seguranças da Disney impediram mãe de amamentar bebê. De acordo com os funcionários do parque da Disney em Paris, “pessoas de outras culturas e religiões poderiam se chocar”.
O episódio foi registrado por outra mãe lactante, Marie, uma psiquiatra francesa que testemunhou a abordagem e resolveu publicar a situação em seu Twitter. “Isso aconteceu na França, em julho de 2021! Impedir a amamentação, onde estamos?”, desabafou.

A mãe repreendida, trata-se de Laura, uma australiana que aguardava seu marido e filho. Ao jornal francês Le Parisien, Laura contou que ficou chocada com o pedido dos seguranças do parque para que se cobrisse enquanto amamentava a filha de dois meses.

“Não era possível ver muita coisa. Mas eles me disseram que se eu não quisesse me cobrir, deveria fazer isso em outro lugar porque havia pessoas de outras culturas e outras religiões que poderiam me ver”, disse.

A autora da publicação no Twitter, ao perceber o constrangimento de Laura, resolveu apoiar a australiana e se sentou ao seu lado para também amamentar o filho.

 

“Os agentes ficaram boquiabertos. Não me disseram nada e não tiveram nenhuma reação, certamente temendo enfrentar um agrupamento de mulheres amamentando seus bebês”.

Após a repercussão do caso, um diretor da segurança do parque pediu desculpas à Laura, que posteriormente foi contatada para que fosse reembolsada.

No Twitter, a Disney afirmou que se “coloca à disposição das mães centros de cuidados para bebês com material adaptado e confortável com assentos especiais para amamentação”.

Além disso, o parque lamentou o ocorrido. “Lamentamos profundamente essa situação e apresentamos novamente sinceras desculpas à mãe em questão.

Vacina sem sofrimento: amamentação pode aliviar a dor dos pequenos

Alimentos ricos em fitoquímicos ajudam na prevenção do câncer de mama

A importância do aleitamento materno

Não é novidade sobre os benefícios do aleitamento materno nos três primeiros anos de vida. Mas sempre é válido reforçar que a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que os bebês sejam amamentados exclusivamente no peito até o sexto mês e continuem mamando até pelo menos o segundo ano de vida.

Além dos costumes, opiniões e mitos que estão por trás do tão pouco engajamento na amamentação, o constrangimento com os olhares diversos que as mães recebem ao praticar a amamentação em público integra a enorme lista de fatores desfavoráveis à amamentação no Brasil.

A sociedade como adversária?

Uma sociedade que não entende a importância do aleitamento ou que sexualiza um ato tão legítimo e importante para o desenvolvimento das crianças, não funciona.

Peitos existem e sempre existiram. Aliás, não é difícil vê-los por aí, seja na praia, na piscina, na revista ou na televisão. No entanto, a objetificação do corpo da mulher, leva a sociedade a sexualizar um ato que não tem nada de sexual. Pelo contrário, é um ato de cuidado, carinho e amor entre mãe e filho.

É Lei!

Embora para muitas pessoas isso seja algo muito claro, ainda precisamos colocar esse assunto em discussão até que toda a sociedade esteja madura o suficiente para compreender que amamentar é um direito da mãe e do bebê.

O direito à amamentação é garantindo a lactentes seja em qual espaço for, público ou privado.

Segundo a Lei nº 8.069, de 13 de julho de 1990 que dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente, “É assegurado à lactante o direito de amamentar a criança em todo e qualquer ambiente, público ou privado, ainda que estejam disponíveis locais exclusivos para a prática”.

Quem proibir ou constranger as que decidirem alimentar seus filhos terá que pagar multa.

*Bebê

 

Sobre o Autor

Rochany Rocha

Oi! Sou Comunicadora Social, com habilitação em jornalismo, o que me deu oportunidades incríveis de dirigir uma grande rádio, além de trabalhar como assessora de imprensa de grandes instituições públicas e privadas. Como Docente, tive a oportunidade de compartilhar meus conhecimentos com mais de 2 mil alunos. Já a especialização em Marketing e Jornalismo político me deu a oportunidade de conhecer pessoas incríveis e hoje, me realizo informando coisas boas para meus leitores.
Sou mãe de dois meninos lindos, que me dão motivação diária para fazer o que mais amo. Quer saber um pouco mais? Então manda um e-mail para blogrochanyrocha@gmai.com e terei o maior prazer em respondê-los. Beijos!!

Deixe um comentário

Clique aqui para deixar um comentário

Open chat