Foto: Prefeitura de Sertânia/Divulgação
Acontece

Cidade do sertão de Pernambuco é a primeira a usar energia solar nas câmeras de segurança

Sustentabilidade e tecnologia. O município de Sertânia, que fica a 120 quilômetros de Serra Talhada, apostou nessa dupla para fornecer um serviço para deixar a população mais segura. Pela primeira vez no estado, uma cidade vai a usar energia solar nas câmeras de segurança. O município também será o pioneiro, em Pernambuco, no uso de sistema de leitura de placas em tempo real.

O sistema promete ajudar na segurança pública, já que vai acionar um alerta para a guarda municipal com veículos, carros e motos com restrição de roubo, clonagem e débitos. O sistema trabalhará online em parceria com o Detran, Secretaria de Segurança Social e Polícia Rodoviária Federal.

Todo o sistema de segurança da cidade funcionará por meio de duas centrais de videomonitoramento, que serão instaladas uma na Guarda Civil Municipal e outra na Companhia de Polícia Militar. Juntas elas irão trabalhar 24 horas por dia.

Neste primeiro momento serão implantadas 27 câmeras de monitoramento fixas e nove móveis com alta resolução e com ângulos de 180 graus, nas principais ruas e avenidas de Sertânia e nos acessos de Arcoverde, Custódia e Monteiro.

As diversas câmeras serão monitoradas por meio de duas centrais de monitoramento de última geração com equipamentos e sistemas para controle e operação de todos os equipamentos instalados, incluindo transmissão de imagens para emissoras de TV, visualização de imagens via smartphones ou tablets, disponibilização de sistema para alerta de congestionamentos e de cerco eletrônico com alerta de irregularidades de veículos.

 

Sobre o Autor

Caren Diniz

Caren Diniz

Caren Diniz é jornalista formada em 2010 pela Universidade Paulista. Nascida e criada na capital de São Paulo, se mudou para Serra Talhada em 2011, e desde então, atua em veículos de comunicação locais, como a rádio Cultura e a Tv Asa Branca, afiliada Rede Globo.
Caren costuma escrever sobre jornalismo diário, e destaca histórias de personagens locais.

Deixe um comentário

Clique aqui para deixar um comentário

Open chat